elemento flutuante

Como vender na Shopee e por que vale a pena usar a plataforma

Seja qual for o nicho de mercado, uma coisa é certa: quem sabe como vender na Shopee sai na frente…

Pegaki

4 de abril de 2022

9 min. de leitura

Seja qual for o nicho de mercado, uma coisa é certa: quem sabe como vender na Shopee sai na frente dos concorrentes, inclusive os de outros marketplaces.

Fundada em 2015, em Singapura, a plataforma expandiu-se rapidamente e desenvolveu no Brasil seu primeiro mercado fora do sudeste asiático.

O crescimento no nosso país, onde conquista cada vez mais clientes e lojistas, não é por acaso.

A principal razão para o sucesso são as suas facilidades e recursos especiais.

Como veremos neste artigo, a Shopee é altamente indicada para quem pretende lucrar com o e-commerce.Descubra como vender na Shopee!

Como vender na Shopee: passo a passo

Sendo um marketplace, a Shopee oferece uma série de facilidades e recursos tecnológicos para quem planeja entrar no lucrativo segmento de e-commerce.

Uma dessas facilidades é o próprio método de inscrição, que pode ser concluído em poucos passos.

Claro que a questão não se resume a se inscrever na plataforma.

Depois que a loja está online, é preciso também seguir as boas práticas recomendadas para todo e-commerce.

Veja então, na sequência, como dar os primeiros passos para vender bem e fazer sucesso nesse incrível shopping virtual.

Crie sua loja

Para criar a loja, é preciso acessar o site da Shopee e, no canto superior direito da tela, clicar em “cadastrar”.

O passo seguinte é informar número de telefone e email, os quais deverão ser verificados.

Na sequência, você será encaminhado para a Central do Vendedor da Shoppe, a fim de finalizar o cadastro como lojista.

Uma vez que esteja logado como vendedor (com email ou celular), o próximo passo é cadastrar e formatar a loja.

A Shopee permite cadastrar um negócio com CPF ou CNPJ, o que é uma grande vantagem, principalmente para quem não tem tanta experiência em vendas online.

Depois disso, é hora de construir o perfil da loja, que deverá ter:

  • Nome
  • Identidade visual (fotos e vídeos)
  • Descrição, contendo talvez a história da loja e os produtos comercializados, entre outros dados de interesse do consumidor.

Anuncie seus produtos

Uma vez que a loja estiver criada, é hora de inserir os produtos e criar os primeiros anúncios.

Note que a Shopee divulga uma relação de produtos proibidos, entre os quais estão:

  • Animais
  • Antiguidades e fósseis
  • Moedas ou selos falsificados
  • Produtos ou serviços financeiros
  • Medicamentos que exijam receita, drogas e entorpecentes.

Para criar um anúncio, vá até a Central do Vendedor e clique na opção “meus produtos”.

Clique em “Adicionar Um Novo Produto”, preencha o nome, descrição e categoria do item, sem esquecer de fazer upload de fotos com alta resolução.

Depois, basta escolher a opção de envio e deixar que a plataforma faça o resto por você.

Envie os pedidos

Recebeu um pedido? Ótimo, sinal de que está fazendo tudo certo até aqui.

Nesse caso, você precisará cumprir algumas etapas para assegurar que a encomenda chegue ao cliente:

  • Acesse “Meus Pedidos” na Central do Vendedor
  • Confira os pedidos a serem enviados na aba “Enviar”
  • Clique em Enviar para começar o processo de envio 
  • Embale seu pedido conforme as Diretrizes de Empacotamento da Shopee, juntando a documentação que possa ser exigida
  • Siga para os Correios para enviar seu pedido ou, se preferir, use plataformas específicas para entregas, como a da Pegaki.

Vale a pena vender na Shopee?

Considerando as diversas vantagens e facilidades que o marketplace da Shopee oferece, sem dúvida vale a pena investir nessa ideia.

Algumas delas são:

  • Política de comissionamento, com taxa fixa de 12% sobre o preço de cada produto vendido
  • Teto de R$ 100 para a comissão cobrada pela plataforma, independentemente do valor da mercadoria
  • Programa de frete grátis, com distribuição de cupons de isenção de custos com o transporte (é cobrada uma comissão adicional de 6% nesse caso).

Como funciona para vender na Shopee

Um ponto positivo de vender pela Shopee é o limite de R$ 100 no comissionamento.

Isso significa que qualquer produto que tenha 12% do seu preço acima desse valor será comissionado com a mesma tarifa.

Por exemplo: um produto que custa R$ 1,2 mil teria uma comissão de R$ 144 se fosse aplicada a taxa de 12%.

Com o teto da Shopee, esse valor cai para R$ 100, já que, pela regra comum, a comissão a ser paga excede o limite estabelecido.

Atenção com um detalhe: esse benefício é concedido por item vendido e não no volume total de compras.

O que vender na Shopee

No marketplace da Shopee, é possível vender produtos das seguintes categorias:

  • Saúde e Beleza
  • Celulares e Acessórios
  • Casa, Cozinha e Decoração
  • Joias e Relógios
  • Roupas Femininas
  • Roupas Masculinas
  • Acessórios de Moda
  • Informática
  • Bebês e Crianças
  • Esporte e Lazer
  • Brinquedos e Hobbies
  • Acessórios para Veículos
  • Bolsas
  • Eletros e Portáteis
  • Calçados
  • Papelaria
  • Animais de Estimação (roupinhas, brinquedos e acessórios)
  • Alimentos e Bebidas
  • Livros e Revistas
  • Áudio, Eletrônicos e Câmeras
  • Video Games
  • Gift Cards.

Como aumentar as vendas na Shopee: 8 dicas

Assim como você, outros lojistas também estão em busca de bons resultados nas vendas aproveitando os recursos que a plataforma da Shopee oferece.

Isso significa que você precisará lançar mão de algumas estratégias e ações para que seus produtos tenham destaque e sejam exibidos para as pessoas certas.

Portanto, tudo o que você faria em um e-commerce convencional precisa ser feito também ao vender nesse marketplace.

Confira abaixo 8 dicas que vão ajudar sua loja a “bombar” nas vendas!

1. Aplique técnicas de SEO

O Google também ranqueia e indexa lojas dentro de marketplaces.

Por isso, para ser visto nos resultados de busca de seu interesse, é preciso que a loja esteja otimizada de acordo com as melhores técnicas de marketing digital.

Para isso, você precisará inserir nas descrições dos produtos palavras-chave que direcionem o tráfego.

Escolha os termos baseados na intenção de busca e no que informam ferramentas como o Keyword Planner, do Google.

2. Use as ferramentas de marketing nativas

Outro recurso que você não pode abrir mão é a Central de Marketing da Shopee, na qual você pode inscrever sua loja para figurar com destaque.

Com isso, seus produtos e sua marca poderão aparecer na página principal da plataforma, ganhando grande visibilidade e, com isso, atraindo mais clientes.

Não deixe também de aproveitar a plataforma de anúncios Shopee Ads (paga), na qual você cria campanhas personalizadas para cada produto, com exibição privilegiada.

3. Crie ofertas e conceda descontos 

O preço é fundamental para garantir uma boa performance nas vendas.

Sendo assim, procure estabelecer margens de lucro que tornem seus preços atraentes, considerando também a oferta da concorrência.

Faça isso ao promover liquidações ou conceder descontos que sejam atraentes para o cliente.

4. Busque avaliações positivas

Quem compra online busca sempre por lojas com boa reputação. Por isso, capriche no atendimento e, principalmente, no pós-venda para que seus clientes sintam-se sempre satisfeitos com o serviço prestado.

Uma maneira de ganhar a confiança das pessoas que acessam sua loja na Shopee é ganhar avaliações positivas.

As avaliações são feitas pelos próprios clientes na página da loja com notas de uma a cinco estrelas.

5. Precifique com critério

Uma maneira de praticar preços mais competitivos é utilizar o próprio mecanismo de pesquisa da plataforma.

Digamos, por exemplo, que você vende games e quer saber quanto a concorrência está pedindo por um certo console.

Nesse caso, basta digitar o nome desse produto na barra de pesquisa para saber na hora quanto cada concorrente está cobrando.

Com base nisso, estipule preços mais em conta ou agregue valor oferecendo brindes e descontos para que seus produtos chamem mais atenção.

6. Atenção às embalagens

A Shopee tem toda uma política de embalamento de produtos, assim como dicas valiosas para enviar mercadorias frágeis ou de alto valor sem riscos de avarias no transporte.

Além das caixas personalizadas com a marca da Shopee, não deixe de tomar medidas extras de segurança, tais como:

  • Usar camadas de plástico bolha para diminuir os impactos
  • Colocar acessórios em embalagens separadas
  • Preencher o espaço entre os acessórios e o produto com algum enchimento (isopor, por exemplo)
  • Vedar todas as aberturas e fendas da caixa com fita crepe.

7. Dê brindes

Nada impede de enviar com os produtos alguns brindes que surpreendam o seu cliente, até mesmo em datas promocionais.

Você pode enviar doces, cartões ou qualquer outro tipo de mimo que faça a experiência de compra ser memorável.

Para acertar em cheio, vale conhecer melhor o perfil do cliente, podendo assim enviar brindes 100% adequados ao gosto deles.

8. Use imagens de qualidade

Claro que não tem como vender bem em um marketplace sem que os produtos sejam mostrados no melhor da sua forma.

Então, na hora de inserir as imagens, capriche nas fotos e, se possível, faça imagens em estúdio para passar uma impressão de profissionalismo.

Outra maneira de impressionar ainda mais é tirar fotos dos produtos sendo utilizados, desde que as imagens também sejam bonitas e atraentes.

Venda na Shopee e conte com a Pegaki

Agora que você sabe como vender na Shopee, pode avançar ainda mais, agregando opções de retirada para aumentar seus lucros.

A Pegaki está revolucionando o jeito de fazer entregas no Brasil com o modelo de pontos de retirada.

Conte com as nossas soluções para ter resultados acima da média na Shopee!

Ah, caso você queira vender na Shopee e não sabe em quais produtos apostar, confira esse artigo aqui!

Deixe seu comentário

Pegaki

4 de abril de 2022

9 min. de leitura

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba por e-mail nossos conteúdos sobre Transporte e Tecnologia.