elemento flutuante

Como vender no AliExpress: um guia para sua loja faturar bem

Está planejando entrar no lucrativo segmento de e-commerce e quer saber como vender no AliExpress? Nesse caso, as notícias são…

Pegaki

28 de março de 2022

9 min. de leitura

Está planejando entrar no lucrativo segmento de e-commerce e quer saber como vender no AliExpress?

Nesse caso, as notícias são boas.

Desde agosto de 2021, o maior marketplace do mundo abriu a plataforma para lojistas brasileiros.

Isso significa que agora é possível vender e operar em condições diferenciadas, graças à gigantesca capacidade logística do conglomerado do qual o AliExpress faz parte.

Fundado em 2010, na China, ele rapidamente expandiu suas operações mundo afora e hoje está presente em mais de 190 países.

As condições para ter uma loja nesse imenso marketplace são realmente muito boas e certamente estão deixando os concorrentes preocupados.

Saiba como entrar com o pé direito nesse time de sucesso!

Como vender no AliExpress: do que você precisa?

A vantagem de ser um lojista AliExpress começa já pelo cadastro, facilitado até mesmo em comparação com algumas plataformas brasileiras.

Como veremos a seguir, tudo o que você precisa é de um endereço de email e de um CNPJ ativo.

Nesse caso, note que, quando você se cadastrar como vendedor no Brasil, a plataforma vincula as suas atividades ao regime fiscal brasileiro.

Isso significa que seu negócio pagará impostos conforme o regime tributário da sua empresa.

Caso você opte por representar uma marca, precisará também ter as devidas licenças para sua utilização.

Em alguns casos, pode ser que a plataforma exija licenças especiais para comprovar que você de fato pode usufruir dos direitos comerciais e de imagem da marca representada. 

Como se cadastrar no AliExpress

Tudo começa pela seção de cadastro do site (em inglês), na qual você escolhe o país em que vai operar, no caso, o Brasil.

Em seguida, precisará informar o seu email e criar uma senha de acesso à plataforma.

Para continuar o processo de cadastro, é preciso antes confirmar o email informado.

Ao verificar sua conta, não deixe de ler o termo de adesão, em que constam todas as regras e condições para se tornar um lojista.

Se estiver de acordo, basta clicar em “concordar” para dar continuidade.

Em seguida, são solicitados os dados do seu negócio, como o nome (razão social) da empresa, número de inscrição estadual e CNPJ, entre outros.

Também precisará informar os dados pessoais do representante da empresa, como CPF e nome completo.

Feito isso, basta aguardar pela confirmação da AliExpress para começar a vender ou para saber se serão necessárias informações adicionais.

Por que vender no AliExpress

Sobram motivos para aderir ao marketplace do AliExpress, a começar pelas suas dimensões.

Afinal, estamos falando da maior plataforma de e-commerce cross-border do planeta.

No momento, é a primeira e única a fazer entregas internacionais em até 7 dias para o Brasil.

Outro ótimo motivo para se tornar um lojista nesse incrível marketplace é a espetacular oferta de produtos, com nada menos do que 200 milhões de itens (é isso mesmo, milhões).

Isso sem contar que ele foi, em setembro de 2021, o sétimo e-commerce mais acessado no Brasil, com a perspectiva de que cresça cada vez mais, a julgar pelo estreitamento das relações com o mercado brasileiro.

Não se pode deixar de destacar o fluxo de pagamentos, um dos mais vantajosos entre os marketplaces no Brasil.

Só no AliExpress, o lojista é creditado em até sete dias depois do produto recebido, tendo direito a fazer saques diários, se desejar.

Como funciona o marketplace AliExpress

Um marketplace é uma espécie de shopping virtual, em que várias lojas exibem seus produtos para venda online.

Existem alguns dedicados a nichos específicos, como a Netshoes e a Centauro, de artigos esportivos, por exemplo.

Já o AliExpress é um daqueles em que se encontra de tudo.

Confira abaixo as categorias de produtos disponíveis:

  • Casa e jardim
  • Brinquedos e hobbies
  • Jóias e acessórios 
  • Mãe e bebê
  • Luzes e iluminação
  • Móveis
  • Melhoria da casa
  • Computadores e acessórios
  • Materiais de escritório e escola
  • Relógios 
  • Roupas femininas
  • Roupas masculinas
  • Telefones e telecomunicações
  • Segurança e proteção
  • Calçados
  • Vestuário e acessórios
  • Beleza e saúde
  • Acessórios para carros e motocicletas
  • Bolsas e malas
  • Casamentos e eventos
  • Esportes e entretenimento
  • Componentes e sistemas eletrônicos
  • Eletrônicos de consumo
  • Eletrodomésticos
  • Extensões capilares e perucas 
  • Ferramentas.

Quanto custa para vender no AliExpress

Outro ponto positivo da AliExpress é a transparência.

De cara, você já sabe que só paga comissão sobre cada produto vendido.

A propósito, essas comissões estão entre as mais atrativas do mercado, variando entre 5% e 8%, dependendo do tipo de produto.

Na faixa de 5%, temos:

  • Celulares
  • Telas de LCD para celulares
  • Móveis e eletrodomésticos
  • Tablets
  • Computadores e acessórios
  • Artigos de segurança.

Por sua vez, são taxados com comissão de 8% produtos das seguintes categorias:

  • Peças e acessórios para celulares
  • Produtos de beleza, para o corpo e saúde
  • Artigos esportivos
  • Produtos para mamães e bebês
  • Notebooks e laptops e acessórios
  • Luzes a iluminação
  • Casa e jardinagem
  • Games e acessórios
  • Instrumentos musicais
  • Papelaria
  • Câmera e fotografia
  • Ferramentas e artigos de reforma para casa
  • Acessórios para veículos
  • Áudio e vídeo
  • Smart home
  • Vestuário, calçados e acessórios.

7 dicas para vender bem no AliExpress

Por mais que o marketplace da AliExpress ofereça facilidades, isso não quer dizer que os clientes vão brotar na sua loja instantaneamente.

Lembre-se que, assim como você, outros lojistas estão disputando o mesmo mercado.

Logo, é preciso arregaçar as mangas para se destacar e vender mais.

Felizmente, recursos e ferramentas não faltam para quem quer prosperar nesta área.

Na própria plataforma do AliExpress, o lojista conta com diversos recursos para apresentar seus produtos na forma de imagens e vídeos, além de uma exclusiva plataforma de live commerce.

Você pode criar o seu próprio programa ao vivo para apresentar seus produtos e vender na hora, com direito a cupons de desconto fornecidos pela plataforma.

Mesmo com tantos recursos, é preciso ser estratégico para superar a concorrência.

Veja algumas dicas a seguir.

1. Selecione o nicho de mercado e os produtos

Pode parecer óbvio, mas antes de começar a vender, é preciso ser criterioso na hora da escolha do nicho de mercado a ser explorado.

Nesse caso, prefira algo com o que você tenha afinidade ou experiência comercial.

É melhor trabalhar com o que conhecemos para oferecer produtos com qualidade superior (e assim vender mais) do que se arriscar em nichos desconhecidos.

2. Precifique estrategicamente

Não basta apenas considerar o custo operacional ou de aquisição das mercadorias para precificar. 

Além desses fatores, seja estratégico na hora de atribuir o valor dos seus produtos, considerando:

  • O preço dos concorrentes
  • O que a sua loja agrega de valor
  • A experiência de compra
  • Facilidades, descontos e promoções.

3. Divulgue sua loja

Ainda que o lojista AliExpress conte com um grande tráfego mensal, é preciso investir em canais promocionais para se fazer notar.

Como você, outros lojistas também estarão disputando o valioso tráfego das pessoas que acessam a plataforma com a intenção de pesquisar ou de fazer uma compra.

Vale destacar que, em sua maioria, os leads (potenciais clientes) que acessam o AliExpress estão no estágio do meio ou topo do funil de vendas.

Sendo assim, seus materiais de divulgação, palavras-chave em conteúdos e descrições de produtos deverão ser selecionadas com base nesse perfil de usuário.

4. Construa uma boa reputação

Ter os melhores recursos tecnológicos e vender bons produtos não é suficiente se o lojista não tiver uma boa reputação e credibilidade.

Se um cliente tiver problemas com um produto, tais como atrasos na entrega ou mercadoria com defeito, é dever do lojista prestar pronto atendimento e solucionar a questão.

Lembre-se ainda que é regra da plataforma respeitar os prazos de garantia.

Para bens não duráveis, como cosméticos e roupas, ela deve ser no mínimo de 30 dias, enquanto para bens duráveis, como os eletrônicos, esse prazo deve ser de pelo menos 90 dias.

5. Invista em SEO

Embora disputando o mesmo mercado com outros lojistas, sua loja pode aparecer com mais destaque do que eles no Google.

Para isso, procure investir em uma estratégia de marketing de conteúdo visando a otimização para motores de busca (SEO), observando o uso das palavras-chave certas.

6. Ofereça a melhor experiência de compra possível

Marketplaces são espaços em que a experiência de compra tem um peso ainda maior, considerando a alta expectativa do cliente ao acessar plataformas de renome.

Por isso, use os recursos disponíveis para oferecer a melhor experiência de compra, garantindo um checkout rápido, seguro e transparente.

7. Faça promoções

Você pode ainda conceder descontos relâmpago ou aproveitar datas festivas e promocionais como a Black Friday para alavancar suas vendas com liquidações.

Ao fazer isso, não deixe de calcular o quanto da sua margem de lucro será sacrificada, afinal, promoção serve para atrair clientes, não para dar prejuízo.

Pegaki cuida de suas entregas no AliExpress

Agora que você já sabe como vender no AliExpress, que tal potencializar sua capacidade de entrega para todo o Brasil?

Para isso, você pode contar com os pontos de retirada mais próximos dos seus clientes através da Pegaki, referência em PUDOs no Brasil.

Conheça nossas soluções e dê um salto de qualidade ao vender produtos pela internet!

Deixe seu comentário

Pegaki

28 de março de 2022

9 min. de leitura

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba por e-mail nossos conteúdos sobre Transporte e Tecnologia.