elemento flutuante

Vantagens e desvantagens do e-commerce: conheça as principais

É preciso conhecer a fundo as vantagens e desvantagens do e-commerce para explorar bem esse lucrativo modelo de negócios online.…

Pegaki

13 de junho de 2022

7 min. de leitura

É preciso conhecer a fundo as vantagens e desvantagens do e-commerce para explorar bem esse lucrativo modelo de negócios online.

Em franca expansão, o setor foi um dos poucos que cresceu em todas as regiões do Brasil em 2021, como aponta uma matéria na revista Exame.

Isso significa que você pode vender para todo o país, com ótimas possibilidades de ter um grande retorno sobre seu investimento.

Para isso, porém, é preciso saber o que esse modelo oferece de bom, assim como os pontos de atenção a se observar.

Quais são as vantagens e as desvantagens do e-commerce?

Um equívoco cometido principalmente por lojistas inexperientes é achar que vender online só depende de abrir uma loja e esperar o lucro aparecer.

Como todo negócio, manter uma loja virtual requer certo preparo e, nesse aspecto, é primordial começar entendendo as nuances desse tipo de negócio.

Uma delas é a concorrência.

Diferentemente do comércio físico, em que a proximidade é um fator a ser considerado, no e-commerce você estará concorrendo com lojas de todo o país e até do exterior.

Por outro lado, a ausência de território abre caminhos para vender para regiões que, de outra forma, não poderiam ser exploradas.

Vantagens

Comparando com o varejo físico, o e-commerce apresenta vantagens que não se pode desprezar.

Não por acaso, o crescimento geral até novembro de 2021 foi de 51,98%, com faturamento em alta de 69,52%, segundo o índice MCC-ENET, que mede a performance do setor mês a mês.

Tamanha expansão se apoia nas facilidades que os lojistas online encontram para montar uma loja explorando modelos como marketplaces, dropshipping ou em plataformas pagas.

Além disso, só no e-commerce é possível monitorar resultados utilizando os dados gerados pelos acessos, entre outras vantagens.

Mensuração de resultados

Quando abrimos uma loja virtual, podemos (e devemos) agregar ferramentas que permitem saber de onde vêm os visitantes e acompanhar o comportamento deles dentro do site.

É diferente de uma loja física, onde é mais difícil saber o que levou uma pessoa a encontrá-la.

Essa aplicação da tecnologia permite aos e-commerces não só detectar a origem dos acessos como monitorar seus resultados.

Custos menores

É incomparável o custo envolvido para abrir uma loja física com o necessário para uma loja online.

Vale ressaltar que, hoje, o varejo depende fortemente da infraestrutura oferecida pelos shopping centers, o que encarece ainda mais o estabelecimento de um negócio.

Ainda que as plataformas de hospedagem de e-commerce sejam em sua maioria pagas, seus custos de manutenção são muito menores do que os de uma unidade física.

Isso sem contar a redução dos custos com mão de obra, principalmente com força de vendas, pessoal de apoio e back office, entre outros.

Comodidade para o cliente (e para você)

Foi-se o tempo em que as pessoas tinham que “bater perna” para encontrar bons preços.

Com o e-commerce, basta uma simples pesquisa no Google e imediatamente aparece uma cotação.

Aliás, existem até sites especializados em fornecer um panorama geral dos preços para determinados segmentos, como Já Cotei e Buscapé.

Outro ponto favorável em termos de praticidade e conveniência é que, ao comprar online, o cliente recebe em casa.

Ou, se a loja oferecer essa facilidade, pode dar ao consumidor a conveniente opção de receber por meio de um ponto de coleta credenciado.

Facilidade para entender o comportamento de compra

A fonte dos desejos para todo varejista é descobrir o que leva o seu público a decidir por uma compra.

No e-commerce, é mais fácil desvendar esse segredo, já que ferramentas como o Google Analytics geram dados reveladores.

Seus dashboards mostram tudo que uma pessoa faz dentro do site enquanto está online, inclusive marcando o tempo de duração de cada acesso.

Dessa forma, você se habilita a entender o que gera mais tráfego, bem como as palavras-chave que estão levando as pessoas a encontrarem sua loja.

Sua loja aberta 24 horas

Outro sonho de consumo para quem está à frente de um estabelecimento comercial é se manter aberto 24/7 sem que isso implique em custos maiores.

Esse é mais um ponto favorável para o e-commerce, no qual sua loja permanece em funcionamento o tempo todo, a não ser que aconteça uma queda nos servidores ou algum problema totalmente atípico.

Desvantagens

Está para nascer o modelo de negócio 100% à prova de riscos.No caso do e-commerce, as dificuldades são, até certo ponto, parecidas com as que existem no varejo físico.

Confira o que você não pode deixar de avaliar antes de abrir seu negócio pela internet.

Problemas com checkout

O momento da compra é decisivo para o cliente e, nessa hora, nada pode dar errado.

Nesse caso, há uma questão que foge ao controle do lojista, que é o próprio acesso à internet do cliente.

Se a conexão dele cai, não há nada que se possa fazer, diferentemente de um incidente na loja, em que se pode tentar outros meios.

Isso sem contar eventuais problemas de segurança que podem colocar em risco a continuidade das transações e até os dados dos compradores.

Custos com segurança

Por outro lado, a segurança online não precisa ser um problema, desde que o lojista faça investimentos em certificados de segurança.

Eles garantem a segurança nas transações, embora gerem um custo extra inevitável.

Credibilidade

Outra dificuldade enfrentada pelos que vendem pela internet é a desconfiança do público.

Ela está caindo, mas ainda existe.

Segundo uma pesquisa publicada no portal iG, 70% dos brasileiros têm receio de comprar online.

Bônus: 6 dicas para ter sucesso no e-commerce

O que fazer para aproveitar as oportunidades que só se encontram no e-commerce, ao mesmo tempo em que os riscos são evitados?

Confira as principais recomendações:

  • Invista na experiência de navegação por meio de um design atraente, agilidade ao carregar páginas e informações transparentes sobre os produtos
  • Otimize seu site para motores de busca, inserindo palavras-chave nas descrições de cada item
  • Tenha selos de segurança virtual e blindagem garantida por certificados de segurança
  • Use chatbots para atendimento ao vivo, 24 horas por dia
  • Disponibilize uma seção com perguntas frequentes
  • Ofereça meios de entrega alternativos, como o pick up & drop off (PUDO).

Aproveite as vantagens do e-commerce com a Pegaki

Por falar em meios de entrega, os custos com o frete podem ser outro desafio que você, como lojista virtual, terá que enfrentar.

A boa notícia é que esse obstáculo pode ser simplificado com os pontos de retirada da Pegaki. 

Nosso sistema de entregas usa estabelecimentos comerciais de terceiros cadastrados para entregar onde você precisar.

Seja um parceiro Pegaki e aproveite o que o e-commerce tem de melhor!

Deixe seu comentário

Pegaki

13 de junho de 2022

7 min. de leitura

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba por e-mail nossos conteúdos sobre Transporte e Tecnologia.